Começando em nós

Olá!

Eu estou aqui para falar sobre algo que tem me incomodado muito nos últimos dias, que é a falta da auto-avaliação em nossas vidas. Quando nós vemos algo dar errado em nossas vidas, em nossas famílias, em nossos ministérios, pensamos logo: -Alguém está em pecado! E começamos  a procurar em quem está o pecado, fazemos todo um alvoroço em busca desse alguém. Mas muitas vezes nós estamos enganados, às vezes, o pecado está em nós mesmos e não conseguimos ver, por isso que é importante  nós fazermos uma auto-avaliação, antes de nós dizermos: -“Fulano” precisa de Deus, precisamos dizer: -Eu preciso de Deus!

Será que é tão impossível assim vivermos uma vida de santidade diante do Senhor? Claro que nós temos a consciência de que somos todos pecadores, mas para Deus existe impossível? Concerteza que não. Amados, o problema não está na Palavra, o problema está em nós, em nós, que optamos em não obedecer a Palavra e quando vemos alguma coisa dar errado, colocamos logo a culpa em quem está do nosso lado.

Amados, quando eu falo que muitas vezes resolvemos não obedecer a Deus, é por experiência própria, afinal, sou ser humano como qualquer um de vocês, tenho sentimentos, tenho angústias, etc. É importante nós passarmos pelo deserto, pois só assim daremos valor ao pão(Bíblia) e à Água(Presença de Deus).

Por isso, para vermos a mudança em nossas famílias, em nossos ministérios, ela precisa começar em nós, então, quando você orar clamando por mudança no meio em que você vive, peça: -Senhor, a começar em mim.

Deus vos abençõe grandemente.

Osvaldo Nascimento.

Anúncios

Em meio às tribulaçoes…Prostre-se e Adore!

Oi gente!

Peço desculpas a todo vocês pelo meu sumisso, estive ausente por alguns dias tendo por motivo alguns problemas pessoais, e é sobre isso que eu quero compartilhar agora.

Durante esses últimos dias pessei por momentos nos quais me vi sozinho, minhas frustrações queriam me sufocar fazendo que eu desistisse, mas foi nesse cenário de deserto que o Senhor tratou da minha vida. Quando pensei que estava sozinho, o Senhor me mostrou que Ele esteve, está e sempre estará ao meu lado. Quando pensei que iria morrer de sede no deserto, o Senhor fez brotar uma fonte de águas vidas, me mostrando que Ele é a fonte que me sustenta.

A principal lição que recebi do Senhor, foi quando eu já não sabia mais o que fazer, então o Senhor, através do Seu Espírito me disse: “Filho, quando você estiver passando em meio às tribulações, prostre-se e me adore”. Nesse momento eu já não resisti, prostrei-me, calei o meu coração e adorei. Enquanto eu adorava, a miha alma foi alimentada pelo Espírito Santo. Deus é maravilhoso. Não posso deixar de relatar que depois desse momento o Senhor me deu uma nova canção, aquilo que Ele queria ouvir de mim.

Por isso, eu deixo essa liçãom pra você também, quando você se sentir sozinho, em meio a um deserto, quase sufocado por tuas frustrações, faça como eu: Em meio às tribulações…Prostre-se e Adore! Deus te abençõe grandemente. Abraço!

Osvaldo Nascimento.

Rio no Deserto, Fogueira no Inverno!

Rio no deserto!Fogueira no inverno!Deus tem me mostrado durante esses últimos dias sobre o deserto e o inverno, ambos são cenários que demonstram a situação da Igreja do Senhor Jesus em alguns momentos. Vamos ver um pouco sobre os esses dois cenários:

 Deserto: A característica maior do deserto é a sequidão. No deserto não existe água, no deserto não existe condições para a sobrevivência de um ser humano. Trazendo para a nossa realidade, o deserto demonstra os momentos de sequidão espiritual pelos quais passamos, e no ambiente desértico, não há condições de sobrevivermos, é por isso que quando estivermos passando pelo deserto, precisamos buscar beber da Água da Vida, e nos transformarmos em um rio no deserto.

 Inverno: A característica principal do inverno é o frio. No inverno não temos ânimo para fazer as coisas, procuramos nos acomodar e nada fazer. Há invernos que podem fazer uma pessoa congelar. Trazendo para a nossa realidade, o inverno também demonstra os momentos de frieza espiritual pelas quais passamos, e no ambiente de frio o qual o inverno oferece, podemos até congelarmos espiritualmente, é por isso que quando estivermos passando por esta estação em nossas vidas, precisamos aquecer os nossos corações com o fogo do Espírito Santo, e nos transformarmos em uma fogueira no inverno.

Algumas das maneiras pelas quais nos podemos ser rio no deserto e fogueira no inverno é buscando a Deus através do louvor e adoração (entregando tudo o que temos e tudo o que somos no altar de Deus); oração (humilhando-nos na Presença de Deus, conversando com o Pai); meditação na Palavra (parando tudo para ouvirmos a voz do Pai, alimentando-nos do Pão do Céu); comunhão (compartilhando as dificuldades, abençoando sendo abençoado, ovelha não vive isolado do seu rebanho).

Que Deus vos abençoe grandemente, e que você seja: Rio no Deserto, Fogueira no Inverno! Amém.

 Osvaldo Nascimento.