Mas que seja!

Confesso que às vezes o frio na barriga é tão forte, que chego a ter medo. Nesse instante, tento me redescobrir de uma forma que não me fira mais do que estou ferido. O passado ainda parece ser presente, presente através de suas consequências, triste solidão vivida por mim. Bom texto esse para quem aguarda uma declaração depressiva, sinalizando que não estou bem. Nossa… Mas que prazer eu sinto em poder dizer que não sou perfeito e que tenho milhões de defeitos e cometo erros terríveis! Verdade, acho bem melhor do que tentar passar imagem de quem é imaculado, me esconder em uma imagem de bom moço, coitado. Afinal, por mais que a gente tente ser que nós realmente somos (algo que pra mim é muito difícil, pois o ser humano é uma criatura super mutável), as pessoas sempre nos verão como elas acham que somos ou como desenharam pra elas. Mas que seja!

Enfim, acho que vou tecer mais alguma linhas pra ver no que dá, se não der em nada, pelo menos me esforcei..

(Osvaldo Nascimento)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s